Seguidores

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

SUGESTÃO PARA PRESENTEAR


“CONTOS E CAUSOS”
Miriam de Sales Oliveira
O melhor livro para presentear!
Humor, diversão, alegria!
Pedidos pelo e-mail :miriamdesales@gmail.com
Receba em sua casa ou trabalho,sem custo adicional,autografado pela autora.
Atendemos todo o Brasil.
Atenção:
Para que possamos manter um preço promocional, este livro não será vendido em livrarias.
Valor:$25.00
Brinde:CD “Maktub”(mensagens,auto-ajuda,estórias)
Palavra do leitor:01/12/09
BaianaRecebi seu livro hoje! Comecei a ler uns trechos lá sobre o bêbado e a feia.(Feiura não tem remédio) Como vc tem facilidade para escrever sobre temas populares. Gostei do cometa e não deu tempo ainda de ler mais pois trabalho muito. Domingo devo ler tudinho. Parabêns! Estou gostando muito e vou indicar para meus amigos.Abraços

sábado, 28 de novembro de 2009

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Reflexões


Reflexões



Coisas que sempre estarão fora do seu controle,portanto não adianta se aborrecer ou se preocupar com elas:


O tempo


Impostos


Sua idade


As opiniões dos outros sobre você


Acontecimentos históricos


Crises políticas ou econômicas


Sua altura ou aparência física, em geral


Doenças de outras pessoas


Morte


A natureza,como ela é.


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

TUDO É TROVA!


TEU PAI NÃO ME DEU O SIM,

TUA MÃE DEU-ME O SENÃO;

SO TEUS OLHOS ME DIZIAM

UM QUE SIM,OUTRO QUE NÃO.


VITORINO NEMÉSIO,TROVADOR PORTUGUÊS

TROVAS E TROVADORES

Detalhe de uma iluminura das Cantigas de Santa Maria(códice E)extraida do google busca


TROVAS E TROVADORES:UM RÁPIDO ESTUDO
COMO NASCERAM AS TROVAS?
SABE-SE QUE É A MAIS ANTIGA EXPRESSÃO POETICA DO OCIDENTE;COMO NÃO PODIA DEIXAR DE SER TEVE UMA ORIGEM GALAICO-PORTUGUESA.
SÓ O PAÍS QUE INVENTOU A PALAVRA SAUDADE, PODERIA SER O BERÇO DOS TROVADORES.
A TROVA NASCEU NA PROVENÇA, MAS,DESENVOLVEU-SE EM PORTUGAL,BERÇO DOS MAIS FAMOSOS TROVADORES DO PASSADO:JOÃO SOARES DA PAIVA,BERNAL,O REI D. DINIZ E SEU BASTARDO,PEDRO DE BARCELOS,ENTRE OUTROS.
A PALAVRA TROVA VEM DO LATIM TROBAIRE QUE SIGNIFICA POETA,QUE POR SUA VEZ,ORIGINOU-SE DO VERBO TROBAR,QUE SIGNIFICA INVENTAR.A TROVA MAIS ANTIGA QUE SE CONHECE É “O SENHOR DE NAVARRA”,DE JOÃO DA PAIVA,DATADA DE 1200,PROVAVELMENTE UMA HOMENAGEM A ALGUMA SENHORA,JÁ QUE,EM TEMPOS TÃO REMOTOS,NÃO SE USAVAM PALAVRAS QUE DIFERENÇAVAM HOMEM DE MULHER.
NA VERDADE ,A TROVA É UM POEMA DE 4 VERSOS SETESSILABICOS COM RIMA E SENTIDO COMPLETO;PARECE FÁCIL DE COMPOR,MAS,NÃO É:TODA A IDEIA DO AUTOR TEM QUE CABER EM QUATRO VERSOS,POIS,SEGUNDO OS MAIS SÁBIOS,POETA QUE É POETA ,TEM QUE SABER METRIFICAR,CONTAR O VERSO;SE NÃO SOUBER O QUE É ESCANSÃO,OU SEJA,CONTAR O VERSO,SÓ COMETE POESIAS,NÃO É POETA.
HOJE,ESSE CONCEITO ESTÁ MUDANDO,EXISTE TODA ESPECIE DE POESIA,O TEMPO É CURTO E O CUIDADO LITERARIO,ANACRONICO.HELÁS!
AS MAIS IMPORTANTES FORMATAÇÕES DA TROVA PORTUGUESA,DE ORIGEM MEDIEVAL,DO TEMPO DOS CAVALEIROS,DAS CRUZADAS,DOS ROLANDO,DOS AMADIZ DA GÁLIA,DOS MONTEMÓR,TODOS CAVALEIROS ANDANTES A DEFENDER A HONRA DAS DONZELAS,ERAM AS CANTIGAS DE AMOR,TROVAS EM HONRA DAS DAMAS DE SEUS SONHOS OU
AS CANTIGAS DE AMIGO,NO QUAL SE DESTACAVA D. DINIZ,O REI TROVADOR,ESTA FORMA LIGADA Á PROCURA DE AMIGOS ESPALHADOS PELAS GUERRAS,COMO SE VÊ NESSA CANÇÃO DE D.DINIZ:AI FLORES.AI FLORES DE VERDE PINO
SE SABES NOVAS DE MEU AMIGO
AI,DEUS,E U É?
HAVIA TAMBÉM AS CANTIGAS DE ESCARNIO,SATIRICAS,FEITAS PARA EMBARAÇAR E CRITICAR,COMO A DE JOÃO DA PAIVA,PARA UMA SENHORA DESGRACIOSA QUE SE QUEIXOU AO REI,”QUE ELE NÃO A LOUVAVA”.ELE CANTOU:
AY,DONA FEA,FOSTE VOS QUEIXAR
QUE NUNCA A LOUVO
NO MEU CANTAR...
HAVIA UMA SUTIL DIFERENÇA SOCIAL ENTRE OS TROVADORES,DE ORIGEM NOBRE E OS JOGRAIS,ORIUNDOS DO POVO;ESSES ,SEMPRE A SERVIÇO DE ALGUM PODEROSO;LEMBRAM-SE QUE,QUANDO O REI INGLÊS RICARDO CORAÇÃO DE LEÃO,FOI APRISIONADO PELOS SARRACENOS,SEU JOGRAL,SAIU EM BUSCA DAS PRISÕES E PERTO DE CADA TORRE,CANTAVA A MELODIA FAVORITA DO REI,ATÉ QUE O ENCONTROU E ELE FOI,ENFIM,LIBERTADO.
OS PRIMEIROS LIVROS DE POESIA PORTUGUESES FORAM OS CANCIONEIROS.ERAM UMA COLEÇÃO DE TROVAS E A GENTE PODE CONHECE-LOS NA TORRE DO TOMBO,EM LISBOA,FONTE DE TODAS AS MINHAS PESQUISAS HISTORICAS,NAS VÁRIAS VEZES QUE POR LÁ PASSEI.
PORTUGAL.MEU AVÔZINHO,FONTE DE TANTA SABEDORIA E DE TANTO CANTAR!



terça-feira, 24 de novembro de 2009

HOJE É DIA DE POESIA...


EMBALO PARA MEU FILHO

Alphonsus de Guimaraens Filho



No solar distante

do pais distante,

mora a princesinha,

neta do gigante.


Essa princesinha

loura,delicada,

vai ser filha minha:

-tua namorada.


Alphonsus de Guimaraens Filho,poeta mineiro nascido em Mariana,em 1918,fazia versos de um belo lirismo místico ,similares aos de Rilke.
Comentário:
Lindíssimo. Tanto a ilustração quanto o poema .
Maria Olimpia Alves de Melo,escritora mineira

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

VÁ CORRENDO...


EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL BAHIA
BENIN
ESTÁ VIVO AINDA LÁ
ANCESTRALIDADE E CONTEMPORANEIDADE
20DE NOVEMBRO A 3 DE JANEIRO
MUSEU NACIONAL DE CULTURA AFROBRASILEIRA
ENTRADA GRATUITA

DEU NO JORNAL...


DEU NO JORNAL...
Brasileiro lê apenas um livro por ano revela uma pesquisa da Câmara Brasileira do Livro e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros.
Está confirmada uma triste realidade ,o brasileiro lê pouco e mal.
77 milhões estão fora da leitura,do conhecimento que estas leituras proporcionam,sem contar com os 21 milhões de analfabetos,isto em pleno século XXI,uma vergonha para qualquer pais.
Os nossos 95 milhões de leitores,lêem,em média 1,3 livros por ano; se incluídas as obras pedagógicas e didáticas este número sobe para 4,7,mas,ainda assim,são números muito desconfortáveis para uma nação que quer figurar entre as maiores do mundo.
Como se chegou a esses dados? Pesquisando 5012 pessoas em 311 municípios de todos os Estados,em 2007.
Foram considerados os leitores que disseram não ter lido nenhum livro durante três meses.
75% dos leitores disseram que sentem prazer em ler um livro,mas,22% confessaram que lêem por obrigação.
Porque isso acontece?
As pessoas não lêem porque os livros no Brasil são caros ou os livros são caros porque poucos lêem?
Nos Estados Unidos,pais dos “Best Sellers” de tiragem milionária a população lê,em média,11 livros por ano.
Em alguns países sul-americanos a média é de 2,4 livros lidos anualmente.
Vamos tirar o Brasil deste triste “ranking”.
Sem leitura não há conhecimento, sem conhecimento não há educação,sem educação um povo será sempre refém de espertalhões e de políticos que se aproveitam da ignorância que só lhes beneficia.

domingo, 22 de novembro de 2009

sábado, 21 de novembro de 2009

SE LIGUE...



Fonte:News letters

NESTE NATAL FAÇA ALGO DIFERENTE...

DÊ LIVROS DE PRESENTE!
Livro é o melhor presente!
Quem disse isso é um gênio!
Pois é! O livro é um presente que, por si só,já é um elogio.
Presenteie com livros neste Natal!
CD e chocolate todo mundo dá...

A LITERATURA NA VISÃO DO HUMORISTA MAX NUNES


MACHADO DE ASSIS,QUE COMEÇOU COMO TIPÓGRAFO E SE TORNOU ESCRITOR,NÃO FEZ LÁ GRANDE COISA.HÁ OS QUE FIZERAM MAIS:COMEÇARAM COMO TIPÓGRAFOS E ACABARAM

DONOS DE TIPOGRAFIA.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

ZUMBI DOS PALMARES

É Zumbi na noite
Êh,êh,êh é zumbi
É Zumbi no acoite...
A liberdade estava no sangue do Príncipe Zumbi,ou,Zambi,palavra quimbundo(nzumbi)que significava algo como duende,fantasma ou morto-vivo ,no Brasil. O negrinho de olhos espertos era neto da princesa Aqualtune,portanto ,sobrinho de Ganga Zumba(grande senhor),o todo poderoso chefe do Quilombo dos Palmares,uma aldeia auto-suficiente economicamente,situada nas terras de Alagoas e parte da Bahia,perto da Serra da Barriga,hoje,município de União dos Palmares.Ali viviam os quilombolas,negros fugidos das usinas e fazendas de Pernambuco e adjacências,onde viviam como escravos do eito,plantando cana e fazendo serviços pesados, Palmares era quase do tamanho de Portugal e lá viviam cerca de 30000 pessoas;plantavam,faziam artesanato com as folhas das palmeiras,criavam um gadinho e extraíam óleo de babaçu.Quase como na “mamma África”,tirando as grandes savanas onde reinava soberano o leão africano. Zumbi nasceu livre;em 1655 foi capturado e vendido a um missionário português,quando tinha apenas 6 anos de idade.Logo o batizaram de Francisco;muito inteligente e de raciocínio rápido,aprendeu Latim e Português e até era um bom coroinha,ajudando nas missas. Mas,a chama da liberdade estava latente no seu sangue.Em 1670 fugiu e,graças á sua astucia,coragem e destreza inatas,aos 20 anos,tornou-se um dos maiores estrategistas de que se tem noticia. Cansado de uma luta inglória com Palmares,o governador de Pernambuco propôs paz a Ganga Zumba.Os escravos ganhariam a liberdade,porém,submetiam-se á autoridade da Coroa.Acreditando que liberdade não é doação,é conquista,Zumbi rejeitou a proposta e entrou em conflito com seu tio,Ganga Zumba.Passou a liderar o quilombo,mesmo porque,o tio morreu envenenado. Se fosse nos dias de hoje,seriam chamados de mercenários;o governador Melo e Castro,convocou Domingos Jorge Velho,um guerreiro paulista,sobrinho do outro Domingos,um feroz bandeirante,matador de índios e caçador de ouro.O paulista veio disposto a vencer a qualquer preço,Zumbi já liderava seu povo há exatos 15 anos,pois estávamos em 1694,e,Zumbi foi ferido numa luta de morte,porém sobreviveu.Mas,foi traído por um tal Antonio Soares e surpreendido pelo capitão Furtado de Mendonça(dele,dizia um cronista da época:nunca vi um Mendonça que não tenha Furtado,o que diz bem do caráter da família),na serra dos Dois Irmãos.Embora apunhalado,resistiu,mas,foi morto com mais vinte de seus guerreiros,em 1695.Não o apanharam vivo;diz a lenda que ,vendo-se cercado,atirou-se de um despenhadeiro. Conforme os portugueses adoravam fazer com seus desafetos,teve a cabeça cortada,salgada e levada como brinde ao Melo e Castro.Como os negros acreditavam na imortalidade de Zumbi,puseram-no exposto nas estradas do Recife.Tinha 40 anos de idade. Quem cria na sua imortalidade,venceu;depois de séculos sendo um herói esquecido e pouco falado,Zumbi voltou á cena e,hoje é reverenciado como paladino da liberdade.Por ser um negro consciente da sua força ,o seu aniversario foi escolhido para ser o “Dia da Consciencia Negra”.


Fontes:”O quilombo dos Palmares” de Edison Carneiro. “Zumbi” de Joel Rufino dos Santos.

COMENTÁRIOS:



21/11/2009 09:56 - Kaline
Miriam querida, obrigada por nos proporcionar essa leitura tão bela ereflexiva, fazendo-nos recordar a triste e intensa história do grandelíder Zumbi dos Palmares. Dia 20 de Novembro, uma data especial, umamerecida homenagem a esse homem que se preocupava com a liberdade ebem-estar de seu povo, que lutou até a morte em prol de seus irmãos decor. Parabéns amiga, e tenha um excelente final de semana. Adoro teler. Desculpe-me por não passar mais seguido, mas é que o trabalhoestá demais, final de ano na escola,. 20/11/2009
22:48 - Euripedes Barbosa RibeiroUma síntese do que foi e do que representa para a nossa história olider negro Zumbi. "Comandante guerreiro", da letra de Gilberto Gil.Assim como João Candido, o almirante negro, lider da Revolta daChibata, não teve à sua epoca o reconhecimento devido. Hojereverenciados, são simbolos de resistencia, dignidade e amor àliberdade, pela qual o grande herói negro se imolou. Pena que o dia 20de novembro, transformado em feriado em algumas cidades (680 em todo oBrasil) não seja efetivamente o dia da Consciencia Negra. Para amaioria, que sequer sabe quem foi Zumbi, á apenas mais um feriado quesomado ao sabado e ao domingo, permite o prolongamento do ocio e dascervejadas. Não precisava ser feriado, mas deveria ser um dia dereflexão, sobre valores tão fundamentais quanto a liberdade, hoje tãoconfundida com libertinagem! Zumbi merece um pouco mais de respeito. *Parabens pelo excelente artigo, nobre escritora.20/11/2009 22:21 - fernanda araujoMiriam, que bom você trazer para nós a história linda e triste deZumbi. Era terrível o que faziam com os escravos! Um grande abraçomineiro. Fernanda
20/11/2009 21:53 - Roberto PelegrinoMinha estimada e nobre escritora Mirian de Sales Oliveira, vivolutando contra o tempo, trabalho em média 12 horas por dia. nas sextasfeiras publico um texto e tenho um tempinho maior. Desculpe se nãoposso passar com frequência em sua escrivaninha e beber de suainesgotável sabedoria. Parabéns ppor mais esse maravilhoso texto. Odia que eu for a Salvador quero encontrar contigo, um abraço minhaestimável amiga!
20 /11/2009 15:16 - Dante MarcucciUma aula de história e uma reverência à raça negra. Parabens. Umabraço




ENQUANTO ISSO,NO NOSSO FUTEBOL...


quinta-feira, 19 de novembro de 2009

UM LULÚ DE ESTIMAÇÃO!


Não há harmonia mais perfeita do que entre uma pessoa e seu cachorro; eles nos amam, nos entendem,nos percebem.Não fazem perguntas,nem exigências.Copiam até nossos temperamentos:donos dóceis e amistosos,cachorros,idem;donos agressivos,cachorros agressivos;eles gostam e fazem festa para nossos amigos e arreganham os dentes para qualquer desconhecido que se aproxime.
Bob,o fox-terrier de Lalá não era diferente.Foi-lhe presenteado pelo noivo,o Dr. Eulálio,hoje seu marido, e, criado como filho pelo casal,que aliás,há exatos dois anos esperava a visita da cegonha,mas a distinta senhora não aparecia e o Bob continuava reinando soberano.
Há muito, a lua de mel estava indo para a minguante e a vida de Lalá era um tédio só.
Livre da rotina caseira pela fortuna e posição, passava o dia lendo romances melosos e sonhando com amores avassaladores,daqueles que literalmente levam á loucura.
Foi passeando no parque que conheceu Geninho, moço alegre, riso bonito,afável e,com um bigodinho á La Errol Flynn,simplesmente irresistível.
O moço tinha fama de namorador, mas, Lalá saía pouco e nada sabia de fofocas de bairro.
O romance começou tão logo trocaram os primeiros olhares; em poucos dias,com muito cuidado,Geninho era introduzido na honrada casa do Dr. Eulálio,enquanto este mourejava no Ministério das Relações Exteriores,confiante como uma freira. Soubesse lá ele a qualidade das relações interiores que se passavam
na sua cama e as coisas se complicariam muito,já que ele não parecia homem amante de chifres.
No princípio, o problema foi Bob;
Todas as vezes que o Geninho entrava, ele enlouquecia:rosnava,ladrava alto,num desespero que acordava a rua toda;não contente com isto,avançava no Geninho,mordendo-lhe as pernas e rasgando-lhe as calças da moda que á mãe tanto custava comprar.Essa estória tinha que acabar ou o cachorro poria o caso no mato.
À custa de muitas guloseimas, carinhos feitos á medo e da constância das visitas,Bob acabou por se acostumar com o rapaz;passou dos latidos irritantes ás festas que nossos cachorros fazem ás pessoas queridas dos seus donos.
Tudo ia ás mil maravilhas, não fosse o capricho das mulheres;pois,a Lalá meteu na sua cabecinha linda e oca,que,marido e amante tinham que ser amigos;ela precisava disto,era como se o marido abençoasse essa situação,como se ele desse o “nihil obstant” a essa pouca vergonha:amava os dois e não queria perder nenhum.Eis como funciona a cabeça de algumas mulheres.
Lalá era rápida do pensamento á ação; numa festa no Ministério,passou um convite ao amante e,aproveitou para apresentá-lo ao marido;trocaram dois dedos de prosa,formou-se um grupo de colegas do doutor e este aproveitou para convidar os amigos para o jantar que daria no aniversário da esposa,daí há quinze dias.O Geninho,claro,foi incluído no convite.
O dia festivo chegou, jantar para vários íntimos,o doutor conversava animadamente com seu amigo Paulo Miranda,quando chegou,elegante como um modelo,o nosso Geninho.Ao avistá-lo,Bob,penteado,lustrado e embonecado,atravessou correndo toda a sala,como um bólide e veio lamber,pular nas pernas e afagar o Geninho,como só os cães sabem fazer com os amigos mais queridos e íntimos da casa.
Num átimo ,o doutor compreendeu o que todos já sabiam.Corrido de lá como um bandido,o Geninho,envergonhado,mudou de cidade,embarcando para o Rio,no primeiro vapor.Quanto a Lalá,expulsa de casa naquela mesma hora,nunca mais se soube dela.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

É A TREVA!



MUITA GENTE CHAMA DE IDIOTICE AQUILO QUE NÃO CONSEGUE ENTENDER.

COMO SER UM ESCRITOR BADALADO!


Muita gente quer fazer sucesso como escritor; mesmo aqueles que esnobam a “Deusa-Cadela”, como D.H, Lawrence, chamava a gloria literária, no fundo, no fundo, quer ter seu talento reconhecido e aceitaria de bom grado o beijo da fama. Pensando nisso,reuni algumas dicas para todos aqueles que,um dia,querem estourar nos “Mais Lidos” da Veja e quiçá tomar o “Five o´clock tea” como os velhotes da Academia.
1_Escreva de modo empolado, usando muito latinório e um português castiço do tempo de Camilo, um texto de tal forma hermético que só você e Deus entendam, se Ele algum dia se der ao trabalho de ler.
2_È necessário aparecer, freqüentar desde sofisticadas reuniões sociais até bailes funks e sessão de descarrego das igrejas alternativas; basta um desses pastores recomendarem você ou um pilar da sociedade comentar sobre sua obra com um desses jornalistas boiolas, que sempre aparecem para filar um Johnnie Walker gratuito e você já percorreu um quarto do caminho em direção á fama.
3_Seus cartões de visita: não saia de casa sem eles. Entregue para toda gente,sem esquecer de colocar ESCRITOR,no lugar da profissão;água mole em pedra dura...
4_Escreva para todas as editoras, enviando seu trabalho, sem se esquecer de mandar flores para a mulher do editor, parabenizá-lo no seu aniversário e levar-lhe um bom vinho de presente; algo bom, você tem que mostrar bom gosto e provar que não está necessitado.
5-Ah, o prefácio!Você tem que ter um, de preferência escrito por um autor que nunca lhe viu, mas, sempre te amou depois que você entregou a bagatela de $5000 reais ao dono da editora á titulo de gratificação, por ele ter se debruçado sobre suas mal traçadas.
6-Uma pitada de sexo não fará mal á sua obra, quanto mais picante melhor; veja o sucesso da Bruna Surfistinha, você não está morrendo de inveja?Confesse!
7-Fale sempre sobre seu livro com qualquer pessoa, aonde for; diga como é interessante e quantas pessoas já leram, além de você e sua mãe, é claro. Certamente a boa senhora será a primeira compradora,e,ainda vai financiar a beca da “Noite de Autógrafos”,mais aterrorizante que a noite de núpcias;lá,você só teria que agradar a um.
8-Se você se ver com milhares de exemplares da sua obra do século, encalhada no seu corredor, não se desespere; arrume amizade com um dono de sebo ou doe sua obra para bibliotecas do interior, quem sabe um dia, você desponta; você já estará morto, mas, gloria é como liberdade: antes tarde do que nunca.
9-Se tudo der errado fique amigo do Ministro da Cultura e arranje “uma boca”, nas publicações oficiais; você pode, por exemplo, escrever os discursos de Lula; quem sabe, ganha uma bolsa em Harvard?
10-Não desanime; lembre-se que, os maiores escritores do mundo, só foram reconhecidos “post-mortem”. você chegará lá!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

VIVA A REPÚBLICA!

COMO SE PROCLAMOU A REPÚBLICA NO BRASIL
Muitas vezes, na história do mundo,pequenos fatos podem desencadear acontecimentos notáveis.É claro, que,minúsculos acontecimentos não detectados no dia a dia vão se acumulando como mágoas até que explodem aos borbotões sem que a gente espere ou perceba,mudando o “establishment” de uma hora para outra.
Assim aconteceu com a queda da Monarquia brasileira e a proclamação da República.
Uma questão militar, seguida de um levante geral das tropas de terra e mar foi a causa imediata dessas mudanças no tecido político brasileiro.Mas.os acontecimentos de 15 de novembro de 1889 foram apenas a gota d’água que transbordou o copo da insatisfação social vigente.
Herdamos a Monarquia de Portugal, regime comum aos Estados europeus em que a uma pessoa bastava ter sangue real para ter o direito de administrar um país;para isso,desde pequenininho era preparado e educado para aquela função.
Nosso imperador Pedro II, homem de extremo saber,era amado pelo seu povo,mas,a sucessão preocupava a todos,já que o nosso imperador já era um homem idoso e planejava abdicar em nome de sua filha,Isabel e descansar em Paris para fazer o que mais gostava:estudar,fotografar e conviver com a sociedade científica,longe dos problemas do poder.
Acontece, que o marido de Isabel,o Conde D’Eu era” persona non grata” aos brasileiros e a princesa não contava com a confiança do povo.
Apesar de ter assinado a Lei Áurea que extinguia a escravidão,ou por causa desse fato que irritou os grandes fazendeiros de S.Paulo e Minas,o povo não apoiava a princesa.
Conta-se que,assinada a Lei Áurea,o Visconde de Ouro Preto lhe disse:
-A senhora libertou um povo, mas, perdeu o trono.
Então,veio a questão militar;há muito os quartéis mostravam sinais de inquietação influenciados pela maçonaria e pelo positivismo em voga na época e alguns atos monarquistas punindo oficiais só acirrou os ânimos.
Entre eles estava o Marechal Deodoro da Fonseca, militar respeitado e admirado pela tropa ,mas,também respeitador da lei e amigo pessoal do Imperador.Graças a essa posição,seus colegas de farda o incumbiram de ir ao Palácio pedir à D. Pedro a revogação das punições.
O Governo cedeu face às pressões, inclusive,do Senado.Mas,as relações entre o Governo e o Exército não melhoraram.
A propaganda republicana antes confinada a clubes fechados e ti-ti-tis caseiros ganhou as ruas.
Quintino Bocaiúva,Silva Jardim, Lopes Trovão,Nilo Peçanha escreviam artigos magistrais;Campos Sales,Prudente de Morais pregavam abertamente a República,em S. Paulo.Benjamim Constant,positivista emérito fazia inflamados discursos na Escola Militar.
E, acima de todos,impressionando o espírito público e conquistando as classes armadas, o baiano Rui Barbosa,a “Águia de Haia”,escrevia artigos disputadíssimos no Diário de Notícias,lidos pela elite brasileira.
No decorrer do ano de 1889 ,o Gabinete presidido pelo Visconde de Ouro Preto começou a tomar certas medidas que preocuparam o Exército.Ele aumentou o corpo de polícia e organizou a Guarda Nacional além de remover da Capital todo um corpo da Infantaria;além disso,trocou os comandos e excluiu vários oficiais importantes das solenidades públicas;ficou patente que o Gabinete queria desestabilizar o Exército.
A Conspiração Militar ganhou força e foi para as ruas.
A República foi feita, sem a menor resistência.
O Império Brasileiro que durou 65 anos vinha desgastado pela sucessão de governos imperiais desacreditados e pelos partidos políticos sem mensagens novas que se eternizavam no poder: o Partido Liberal e o Partido Conservador.Este último há tempos no poder não oferecia solução para os graves problemas do país.
O Imperador deposto foi para a Europa e os principais nomes que apoiaram o movimento tomaram o poder.
A palavra república vem do latim e significa (res) coisa (publica) do povo.
Uma convulsão social de proporções acompanhou a chegada deste movimento, sendo o mais importante a Guerra de Canudos.
FALA O LEITOR:.PK Grande lição de história! Se na minha época as escolas já não ensinavam isso, imagine nos dias de hoje! Quando será que esse "desgoverno" atual irá dar seus sinais de cansaço heim minha amiga? Parabéns e grande abraço.
PAULO KOSTELLA

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A VOLTA DO GRANDE ESCRITOR!




"LEIO OS JORNAIS PARA SABER O QUE ELES ESTÃO COMENDO, BEBENDO, E FAZENDO. QUERO VIVER MUITO PARA TER TEMPO DE MATAR TODOS ELES."

RUBEM FONSECA

Ele andou meio sumido e um pouco distante o que não é novidade.
O mineiro Rubem Fonseca é um lobo da estepe;sempre solitário,ausente,pois,como o personagem de Hesse,já se desencantou da humanidade.
Como escritor não corteja a fama,esnoba a sociedade e detesta badalação;é um autor,não um clown.
Só aparece através de sua obra magistral.
Aos 86 anos publica “O SEMINARISTA”, a estória de um matador de aluguel,violento,amoral e sanguinário.
O cenário é o Rio de Janeiro,cidade cheia de encantos mil,mas,também de traficantes,contrabandistas e renegados.Entre outras coisas.
Mas,o herói /vilão quer uma aposentadoria digna para viver feliz ao lado de Kirsten,seu novo amor.
O herói ,ex-seminarista,gosta de citar Sêneca,em latim,enquanto vai perpetrando crimes e amando mulheres de seios pequenos ,suas favoritas.
Mas,seu passado volta para lhe condenar e impedir esta felicidade sonhada.
Entre um assassinato e outro,torturas medievais e arrependimentos,o autor vai lançando,também,um olhar de mestre para a cidade -o Rio- charmosa, feiticeira,colorida,mas,com instintos ruins que afluem facilmente.
Com uma bibliografia que inclui “”Feliz Ano Novo”,”O Cobrador”,”Buffo & Spalanzzoni” , “Mandrake” “Agosto” mesmo que esse fosse um livro decadente como insinuam alguns críticos,sua leitura é um dever e um prazer.

LIVROS:OS MAIS VENDIDOS DA SEMANA

E,parece que existe alguma coisa no ar,além dos aviões de carreira...
As pessoas estarão buscando novos arquétipos já que as crenças antigas se mostraram incapazes de nos presentear com a felicidade e nos trazer a paz?
As tendencias literárias mais lidas e /ou vendidas apontam para essa mudança.
As principais revistas semanais discordam entre si e eu me dou ao luxo de discordar de todas elas.
Em que estatísticas se baseiam?
Entretanto,repasso aqui a lista dos mais vendidos da VEJA,o semanário mais importante do país.
Ei-lo:
*A CABANA-W.Young
*AMANHECER-Stephénie Meyer
*LUA NOVA-idem (A trilogia "Crepúsculo,claro)

*ECLIPSE-idem
*DIÁRIOS DO VAMPIRO-L.J.Smith
*A HOSPEDEIRA-Stephénie Meyer
*CAIM-José Saramago
*DIÁRIOS DO VAMPIRO 2-L.J.Smith
*O PEQUENO PRÍNCIPE-Saint-Exupéry
A novidade é a volta de um clássico dos anos 60,"O pequeno príncipe",ele mesmo um livro inocente e saboroso como um sorvete de pistache.
Limitei-me a inserir apenas os livros de ficção.
Leitores e escritores,pensem nessas tendencias! jung explica.

domingo, 15 de novembro de 2009

FALA QUEM SABE...


Se você antecipar o fracasso,ele virá.Claro que você está ciente do que acontecerá se fracassar,e planeja suas rotas de fuga-seria pouco inteligente da sua parte se não agisse assim-,mas,você não antecipa o fracasso naquilo que faz.

Agora,não quero que pense que eu jamais tive medo,mas,se você não assume o controle de seus medos,nunca conseguirá se livrar dos ataques.

E lembre:o homem não foi feito para a derrota;o homem pode ser destruido,mas,não derrotado.

Ernest Hemingway,escritor americano

sábado, 14 de novembro de 2009

NÃO PERDER!


É HOJE!

O ENCONTRO DE ESCRITORES NO ESPAÇO CASTRO ALVES,DENTRO DA SARAIVA MEGASTORE,SHOPPING SALVADOR.

AUTORES BAIANOS E AMANTES DA LITERATURA ESTÃO CONVIDADOS.

MÚSICA,POESIA,PALESTRAS, E TUDO QUE VOCÊ TEM DIREITO.

PARTICIPE! PRESTIGIE! COMPAREÇA!

É GRATIS E NÃO DOE!

NOVIDADES!.

VÁ CORRENDO..
Acontece na próxima semana, entre os dias 16 e 19 de novembro, na unidade do Oi Futuro em Ipanema, no Rio de Janeiro, o evento "Livro@futuro.com - ideias, debates e workshops sobre livro e leitura na web", pioneiro na discussão sobre as transformações por que passa o universo do livro e da literatura, frente à nova realidade digital. Estará presente Murilo Marinho, diretor da Mix Tecnologia, empresa do pólo digital do Recife, idealizadora do Mix leitor D, primeiro leitor de livros eletrônicos desenvolvido com tecnologia de software nacional. Ele participará do debate "Livro digital: apocalipse ou integração? A revolução digital na indústria cultural", segunda-feira, 16 de novembro, a partir das 19h30. Compõem a mesa Fábio Sá Earp, autor do estudo A ETconomia da cadeia produtiva do livro, feito para o BNDES e Heloísa Buarque de Hollanda, curadora do Portal Literal e da antologia digital Enter. Sempre no mesmo horário, ocorrem ainda, nos dias 18 e 19 de novembro, os debates: "O Brasil como mercado para o livro virtual" e "Da criação à web - Modo de produção, leitura e divulgação na era digital". Entre os debatedores estarão profissionais do mercado editorial, como a agente literária Lucia Riff e o sócio-diretor da Livraria da Travessa, Rui Campos. Também marcam presença o escritor e artista Michel Melamed e o crítico literário Italo Moriconi. Nos mesmos dias dos debates, entre as 15 e as 18 horas, serão ministrados workshops com o enfoque nas novas possibilidades criativas da internet. Neles, serão apresentadas as formas de fazer revistas literárias e, inclusive, fotonovelas na web. A escritora Ana Paula Maia também apresentará o livro Entre Rinhas de Cachorros e Porcos Abatidos, folhetim pulp liberado a conta gontas via blog e posteriormente publicado em livro pela Editora Record. Para os workshops há limite de vagas e é necessário realizar inscrição. Para os debates, as senhas serão distribuídas com meia hora de antecedência. Tudo gratuito. >O Oi Futuro fica na Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema (Próximo à praça General Osório). Tel.: (21) 3201 3010.>Confira aqui a programação completa.tags: agenda livro livro-eletronico livro-digital e-book oi oi-futuro michel-melamed heloisa-buarque heloisa-buarque-de-hollanda italo-moriconi fabio-sa-earp mercado-editorial fotonovela revista-literaria workshop ana-paula-maia murilo-marinho mix-leitor-d
enviar versão para impressão
CORTEXTO DE FELIPE PONTES.

A LENDA DO ARCO-ÍRIS

A lenda do Arco-Íris
Mitologia árabe)
Em nome de Allah, clemente e misericordioso...
No principio dos tempos tudo era branco. Os mares,os desertos áridos,as montanhas imensas,o céu infinito,tudo.Nestes tempos tão remotos,que nem habitam mais a memória dos homens,só o arco-íris tinha permissão de Allah para ser colorido.E quando ele aureolava o céu,mostrava aos mortais a sua beleza incomparável.Todos se quedavam embasbacados.Mas,havia uma coisa muito estranha.O arco-íris tinha uma sombra.Uma sombra colorida,belíssima,estonteante,formada por dezenas de cores visíveis e invisíveis.Roxo,alaranjado,amarelo,verde,azul,anil,violeta.Era como um abraço de luz circundando a Terra.
Um djin bondoso chamado Sete-Luzes,com pena dos homens pediu ao Onipotente que lhe desse de presente a sombra do arco-íris,aquela magnífica sombra tecida de luz e caprichosas cores.
E Allah,na sua bondade e misericórdia,deu-lhe a sombra cobiçada.
Louco de felicidade, Sete-Luzes apanhou a sombra e começou a tirar suas cores e esparzi-las pelo mundo.Como um pintor febril,coloriu a sua tela,enchendo-a de vida e claridade e cor.O djin apanhou um pouco do azul que atirou para o firmamento e o céu se transformou num véu de pura safira;cobriu de verde as florestas,desde o tom claríssimo até o verde profundo das matas virgens;com o azul tingiu as montanhas mais altas e distantes e com o cinza ,criou o mar tempestuoso.
Em dias calmos o mar recebeu as nuances de verdazul que o torna único.
As flores resplandeceram de luz, afogadas no ouro do amarelo,no rosa suave,o calmo lilás,o vermelho radioso das rosas perfumadas.Todas as crianças do mundo sorriam e batiam palmas.
Por toda parte o gênio espalhava a luz e embelezava as coisas; porque,na beleza reside o Eterno.E tudo isto foi feito apenas com sete cores.
As jovens de todos os países, encantadas com tanta beleza,imploraram ao djin que não as esquecesse;então,ele lhes deu um pouco de carmim para os lábios,o dourado para os cabelos ,o azul para os olhos e o rosa para as faces.Mas,as mulheres são tinhosas e algumas preferiram ter olhos verdes e cabelos negros;outras,queriam olhos e cabelos castanhos;a todas ele atendia com amor e paciência,segundo a vontade de Deus,é claro.Pois a grandeza de Deus dá vida a tudo.
Sete-Luzes era muito apressadinho e na ânsia de colorir tudo ia deixando as cores cair pelos caminhos, sobre as pedras :daí surgiram as safiras,os topázios,os rubis,as misteriosas ametistas.As pedras preciosas.
E, assim,também os pássaros,as borboletas,os animais.
Porém,nem tudo recebeu colorido;as nuvens e a neve permaneceram brancas.
Cansado, Sete-Luzes atirou as cores que sobraram ao acaso.Mais que depressa o Sol as apanhou.Ao nascer,enche de vermelho o poente;durante o dia colora tudo de amarelo brilhante;ao se pôr espalha ouro líquido por todo o horizonte.
Sete-Luzes terminou feliz a sua tarefa. Tinha realizado o sonho pelo qual tanto lutara.Para vencer é preciso acreditar e ter o coração dominado pelo impulso forte de um ideal.
(Adaptada das “Mil e uma Noites”)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

AMANHECER...

Amanhecer...
Despertei obrigado por Ti ,ó meu Deus,a quem busca esse abrigo devo permanecer no santuário da Tua proteção e na Fortaleza do Teu amparo.
Ilumina o íntimo do meu ser,ó Meu Senhor com os esplendores do alvorecer da Tua Revelação,assim como iluminaste meu ser exterior com a luz matinal da Tua Graça.
(Bahá ‘ullhá)

PALAVRA DO LEITOR:


Miriam, tentei deixar um comentário em seu texto, mas me parece um pouco complicado, não sei se consegui, no entanto segue abaixo na íntegra:Beijo
Cara Miriam, ainda ontem estava discutindo isso com meu filho Rafael e sugeri: Não case. Estive casado, por 25 anos e penso que já foi mais que o suficiente. Acho que as pessoas deveriam se conhecer, namorar, namorar, namorar.... ter filhos, namorar... até os 60 anos e depois disso se acharem conveniente, se casarem. Verdade, sabe porque? Perdemos os melhores anos de nossas vidas vivendo a vida de outra pessoa. Considerando, que se vive apenas uma vez, acho um tremendo desperdício. Hoje sou "solteiro" e sou feliz. Casamento nesta encarnação, jamais. Pretendo tirar o atraso. Parabéns pelo excelente texto. Beijos do amigo Paulo

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

LANÇAMENTOS


— João Ubaldo Ribeiro"O albatroz azul", Ed. Nova Fronteira.

— Rubem Fonseca"O seminarista", Ed. Agir.

— Antonio Prata"Adulterado", Ed. Moderna. —

Monteiro Lobato"Prefácios e entrevistas", Ed. Globo.

— Adriana Kairos"Clarabóia", Ed. do autor.—

Nelson Brandão"Pô! Que mentira, pai", Ed. Multifoco.

— Adriene Salomão"A sombra que me seguia", Ed. 7Letras.—

José Eduardo Agualusa"A conjuntura", Ed. Gryphus.

VALE A PENA SER SOLTEIRO?

VALE A PENA SER SOLTEIRO?
Sobre solteiros
acho que cabe aqui algumas reflexões.Muitos casados dizem que gostariam de continuar solteiros,pois casamento é algo assim como cemitério:quem está dentro não pode sair e quem está fora não quer entrar.A maior vantagem do solteiro é não ter que explicar nada nem dar satisfações;pode pagar caro por um CD de música popular sem ouvir o clássico:-não sei prá que você gasta tanto dinheiro nisto...viaja quando quer e com quem quer;não tem cursos,escolas,babás para pagar,nem acorda de noite com aquele chorinho nos ouvidos;pode sentar em frente a TV,com uma latinha e tira-gostos e assistir futebol até o dia clarear.Sempre sobra dinheiro para bons jantares,encontrar a turma e paquerar a garota mais bela do escritório.Pode andar pelado em casa,que ninguém vai notar.Não tem sogra,nem aquele cunhado mala que sempre lhe pede o carro emprestado;pode ir ao banheiro e deixar a porta aberta.Sem falar que está livre de uma praga social que só atinge os casados:o divorcio.È uma chatice e custa caro;por isso digo:o preço da liberdade é a eterna vigilância.Para nós,mulheres,casamento é despartido:nós sabemos fazer nossas camas sozinhas,lavamos nossos pratos,cozinhamos nossas comidas e arrumamos nossas casas.Duro é dormir sozinha,sem ter um peito largo aonde se aninhar;ou ter de trocar uma lâmpada;ou o botijão de gás;alguém sabe trocá-lo?Eu nunca consegui!devo dizer que nem meu marido,também;não troca lâmpada,não pega peso,nem construiu a casa do cachorro;colocar uma tomada,nem pensar;uma mulher precisa de um porteiro,nunca de um marido;o daqui de casa faz tudo isso á perfeição e,ainda não reclama dos meus passeios no shopping ou da conta da luz; mas,marido faz falta na hora de produzir filhos;nisto,são imbatíveis.Já os homens precisam de mulher até prá nascer.Ficar solteiro é mais difícil para eles;alguns ainda pensam que os ovos já vêm cozidos e ,numa cozinha,só produzem desastre.Você já entrou na cozinha de um homem solteiro?Nem tente!Hiroshima depois da bomba estava menos caótica.Mulheres têm seus defeitos:falam muito,reclamam sempre,têm TPM,ficam velhas e,um belo dia,o homem acorda e se pergunta:porra,quem é essa velha que está dormindo na minha cama!? Uma pacata senhora,ao ouvir seu marido perguntar onde se encontrava aquela moçoila cheirando a lavanda,cintura de pilão e seios firmes por quem um dia se apaixonou,respondeu:
-Você a comeu,meu bem.Não lembra!?Olha o tamanho da sua barriga!
Pois é ,veja no que deu aquela gostosinha prá quem você escrevia versos de pé quebrado,não faz muito tempo.E que vai levantar,fazer seu café,servi-lo na cama,trazer seu jornal,arrumar sua roupa,cuecas lavadas,inclusive,passear com o cachorro,enquanto você toma banho,dar-lhe um beijo quando você sair,arrumar o banheiro que você bagunçou,respirar fundo e,depois de um sonoro UFA! Sentar no computador e escrever essas besteiras.Cara,se eu fosse você,casava.
Caricatura :lulucartoon.Busca google

terça-feira, 10 de novembro de 2009

FIQUE ALERTA!


TEM ARTIGO NOVO E INÉDITO NO "PORTAL lITERAL":

OS DOZE TRABALHOS DE OBAMA,UMA ANÁLISE BEM HUMORADA SOBRE O PRIMEIRO ANO DE GOVERNO DO PRESIDENTE AMERICANO.

SUA MISSÃO IMPOSSÍVEL PARA FAZER A GRANDE NAÇÃO DO NORTE ENTRAR NOS EIXOS É COMPARADA,PELA AUTORA, MIRIAM SALES,AOS 12 TRABALHOS DE HÉRCULES.

AMANHÃO O ARTIGO ESTARÁ NA FILA DE VOTAÇÃO.

SEU VOTO E OPINIÃO SERÁO BEMVINDOS!

POEMA PARA REFLETIR...

POEMA PARA REFLETIR...
Este belo poema do poeta cearense Padre Antonio Tomás
nos fala da fugacidade da juventude,das esperanças malogradas,da chegada e da partida.
Neste intervalo ,que constitui toda a nossa vida,temos que aproveitar bem o tempo,realizar nossos desejos e construir uma felicidade duradoura,enquanto somos jovens e fortes.


Quando partimos,no vigor dos anos,
Da vida pela estrada florescente,
As esperanças vão conosco à frente
E vão ficando atrás os desenganos.



Rindo e cantando,céleres e ufanos,
Vamos marchando,descuidadamente...
Eis que chega a velhice,de repente,
Desfazendo ilusões,matando enganos.



Então,nós enxergamos,claramente
Quanto a existência é rápida e fugaz,
E vemos que sucede exatamente



O contrário dos tempos de rapaz;
-os desenganos vão conosco à frente
E as esperanças vão ficando atrás...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

vá correndo...

Fala Escritor dia 14 de novembro, na Saraiva, Salvador-BAPalestra:A representação feminina na obra A Vida Como Ela É do escritor Nelson Rodrigues que será ministrada por Mayana Rocha Soares (Pós-graduada no Curso Lato Sensu Estudos Culturais, História das Linguagens, Licenciada em Letras com habilitação em Língua Espanhola).Lançamento dos livros: Inquietações - Leandro AssisNos Idos de 68 e A Vida e a Morte - Luiz LyrioRecital Poético: Varenka de Fátima, Jaime Poeta, Tassio Revelat, Douglas Leal, Mirian Sales, Emerson Maciel, Jorge Filho, Magno Castro, Carlos Conrado, Sandra Stabile, Isabel Bispo, Lucymar Soares, René Atila, Malu Freitas, Renata Rimet, Valdeck Almeida, Grigório Rocha, Monique Jagersbacher, Glauber Albuquerque, Gabriele Borges, Lenara Uchôa, Janaina Oliveira, Fau Ferreira, Priscila de AthaydeParticipação Musical (banda composta por alunos do 1º Semestre do curso de Fisioterapia da Faculdade Social):Banda Hióide Kelvin Lima - VocalJéssica Caires - VocalAndréa Pires - ViolãoVinícius Araújo - ViolãoA 4ª edição será apresentada pela escritora Renata Rimet.Projeto Fala Escritor - Criado pelo poeta Leandro de Assis, com a colaboração dos escritores Carlos Souza, Fau Ferreira, Monique Jagersbacher e Valdeck Almeida. O objetivo é unir os novos escritores baianos, incentivar a escrita, a publicação e o lançamento de livros, além de disseminar informações referentes ao mercado editorial. Período: 14/11Horário: Sáb, 18:00hsPreço: entrada gratuitaContato: (71) 8831-2888 – Leandro de AssisE-mail: leandroicp@hotmail.comOnde: Livraria Saraiva – Salvador ShoppingAvenida Tancredo Neves, S/N.41820-021 - Salvador - BA(71) 3341-7020
Valdeck Almeida de Jesus
Publicado no Recanto das Letras em 09/11/2009Código do texto: T1913643
Indique para amigos
Denuncie conteúdo abusivo
Comentários
Comente

Obras à venda

Antologia Poética Valdeck Almeida de Jesus - Vol. I
Autores diversos
R$10,00


Palavras que falam - volume I
Valdeck Almeida de Jesus, Anguair Gomes dos Santos e Outros
R$20,00


Transcendental - Obras Poéticas - Vol. I
Valdeck Almeida de

NOTÍCIAS LITERÁRIAS


MADRI (Reuters) - O escritor português José Saramago apresentou em Madri seu livro "Caim", um olhar irônico sobre o Velho Testamento que recebeu críticas fortes da Igreja Católica e de grupos de direita desde seu lançamento em Portugal, há duas semanas.

Um escritor não escreve para agradar,jamais será devastado pelas críticas nem pertencerá a rebanhos literários;não terá medo de entrar em selvas tenebrosas.

O verdadeiro escritor é um lobo da estepe,único,intangível.

Um escritor de talento poderá explicar-se e explicar o mecanismo da sua prosa.um escritor genial,nunca poderia fazê-lo porque o Subconsciente que se dita guarda um segredo até para ele mesmo.

O MURO DE BERLIM

A QUEDA
“...QUE SE CONSTRUAM PONTES,NÃO MUROS!
Nesta data,9 de novembro de 1989 caía um dos símbolos de opressão mais emblemáticos do mundo:O muro de Berlim.
Derrotada na guerra,a outrora poderosa Alemanha,ferida no seu orgulho,viu-se dividida pelos vencedores;virou butim de guerra.
De um lado,a Rússia Soviética,(RDA)comunista e ditatorial e do outro as Forças Aliadas, Estados Unidos e Inglaterra (RFA)paradigmas da democracia ,do Capitalismo e da livre iniciativa.
Cidade dividida em duas,os alemães não estavam gostando de viver sob o tacão do Soviet Supremo;depois de um dos mais terríveis conflitos do século,o povo queria alegria,reconstituir sua vida com paz e liberdade.
O sistema comunista,com restrições à liberdade,ao direito de propriedade que ficava nas mãos do Estado,o totalitarismo antipático das ditaduras não agradava ao povo que fugia desatinado para o lado Ocidental.
Correndo risco de ficar falando sozinho, os soviéticos resolveram construir um muro que impedisse as pessoas de passar para o lado das liberdades,da livre iniciativa ,do pluripartidarismo e da democracia.Era o dia 13 de agosto de 1961.Tinha 66.5 km de gradeamento metálico,302 torres de observação,127 redes metálicas eletrificadas com alarmes e 255 pistas de corrida para ferozes cães de guarda.
Quem esboçasse qualquer gesto de fuga seria sumariamente fuzilado.Pelo menos 80 pessoas foram oficialmente mortas,112 feridas e milhares aprisionadas tentando atravessar para a liberdade.
Famílias ficaram separadas,sem nenhum contato,sem ao menos saberem se os seus entes queridos estavam vivos ou mortos.
Muitos perderam a vida tentando pular o muro da Vergonha.O símbolo da Intolerância e da Repressão ao maior direito do homem,o direito de escolha.
Tolerância e liberdade são sinônimos porque a Tolerân
cia é o reconhecimento e o respeito da liberdade em todas as suas formas.
Mas,o muro sólido,real,concretamente presente que separava um país não era o único;era apenas o único visível,palpável,sangrento;o mundo estava dividido também por um muro invisível,de um lado,o capitalismo, do outro,o Socialismo,no meio a Guerra Fria,a luta pelo Poder.
O muro foi destruído no dia 9 de novembro de 1989,quando finalmente as duas Alemanhas foram reunificadas, e o mundo dividido em dois blocos passou à História;uma triste página de opressão e ganância de poder que não precisariam ter sido escritas.
Muitos historiadores apontam esse momento como o fim da Guerra Fria;dois anos depois houve o esfacelamento do bloco Soviético.
Hoje,Berlim festejará com uma grande festa ,os 20 anos da queda do muro;um dominó gigantesco,decorado por crianças do mundo inteiro será derrubado,simbolizando o final de uma época que a gente preferiria não ter vivido.
Marcado no chão,como uma lembrança indelével,o contorno do muro.
Quem sabe,um dia,os homens aprendam a construir pontes.

sábado, 7 de novembro de 2009

DICA LITERÁRIA


O ESCRITOR GAÚCHO ADROALDO BAUER ESTÁ DISPONIBILIZANDO NA INTERNET O SEU LIVRO"O DIA DO DESCANSO DE DEUS",UMA NOVELA MAGNÍFICA,ESCRITA COM ALMA E CALOR E O QUE É MELHOR,GRATUITA.

CONFIRA E CONHEÇA PERSONAGENS INTENSOS COMO ROMÃO,DIVINA E ALARICO.

EU NÃO CONSEGUI PARAR DE LER.
Autoria

Adroaldo Bauer
Ficha Técnica

Está no arquivo.Uma novela para ler.
Data

31/10/2009
Arquivo

689 Kb ·32 downloads
Licença

BAIXE O ARQUIVO ATRAVÉS DO SITE http://www.portalliteral.terra.com.br/

IMPERDÍVEL!

Mensagem...

Dia feliz!

POIS é,hoje eu tirei o dia para ser feliz.Agir assim,uma vez por mês ou por semana,não é infantilidade,é necessidade;a gente acorda,se espreguiça,espia o sol e decreta:
Paragráfo 1.Hoje ,vou ter um dia feliz.Revogam-se as disposições em contrario.Simples,assim!Como nós somos senhores absolutos dos nossos destinos,se assim resolvermos,assim será.Aborrecimentos? Passam.Ninguém os convidou,têm que ir embora.Chateações?Tiramos de letra. Lembram-se do que escrevi outro dia?Só nós temos o poder de nos aborrecer;os,outros,só se permitirmos.E,quem quer dar munição para o inimigo!?Espiei o sol,ele piscou para mim,agarrei meu marido e fomos á praia,nossa igreja;lá,reverenciamos ao Senhor através de suas maiores criações:o sol,o mar,as nuvens ,com desenhos incriveis,o verde da grama,a luz,a paz.Duas horas de água salgada,nenhuma ziquizira resiste.Em casa,meu portão,meu cachorro,agora saudável.o pão quentinho,olho as paredes que são parte da estória da minha vida.De um canto,desconfiado,o computador olha prá mim,esperando. Lembro do retorno da Chica ,uma querida escritora,e, rio ,pensando: -Hoje temos história.Os amigos são o sal da terra,diz a Bíblia;eles temperam nossa felicidade,digo eu."Hoje,,quero paz no meu coração;quem quiser ser meu amigo,que me dê a mão."E,vamos sair por aí,espalhando alegria,fazendo poesia,celebrando a Vida!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

OPINIÃO DOS LEITORES

Mirokca,Todas as vezes que compro um livro, abro-o e enfio o meu nariz entre as páginas. Delicioso demais! Sei que não vou perder esse prazer porque não dá mais tempo de acabar com essa forma de leitura. Serei um privilegiado, então, porque também adoro tecnologias, e, sendo assim, curtirei as duas faces da moeda, uma festa pro meu coração. O progresso é como um trator de esteira, passa por cima dos atrazados sem dó nem pena, o que é bacana, porque estaríamos nas cavernas não fosse isso! O mundo está se transcendentalizando e a tecnologia faz parte desse impulso natural do homem, é ferramenta de crescimento e progresso moral, intelectual, técnico e espiritual e por aí vai...Tudo é virtual mesmo! Nada é concreto! E o segredo é mental! Tudo no espírito. Que venham, então, as placas eletrônicas, e viva a natureza! Seu artigo é uma delícia, e, engraçado isso, eu o li aqui nessa página etrônica do Portal!...abs, uma luz boa e paz e saúde, MF.

COMO NASCERAM OS FEIOS


COMO NASCERAM OS FEIOS
Contam os antigos que,no inicio dos tempos,Cristo ficava na beira do rio,”moldando”gente.
Amassava o barro da terra com água,sovava bastante,até conseguir que tudo ficasse bem ligado.Depois de rezar bastante contrito,modelava bonecos muito bem feitos,de belas feições,que depois de secarem ao sol,viravam pessoas,bem bonitas e harmoniosas.Diz a lenda que S. Pedro invejava bastante a arte do Mestre e estava muito desejoso de ,um dia,imitá-lo.Um dia em que Jesus saiu para pregar,Pedro,afoito,mesmo sem cessar o barro,fez uma massa ás pressas e,a medo,corrido e sem habilidades,modelou alguns bonecos.Colocou-os no sol e ficou quieto num canto,com cara de gato que descobre panela...Queria assuntar a surpresa do Cristo,quando voltasse.
Mas,caiu uma chuva,molhou tudo,amolecendo as cabeças que estavam mais expostas ao tempo.Sem poder esconder a impaciência e o orgulho do trabalho feito,assim que Cristo chegou,Pedro contou que tinha feito gente e queria a opinião do Senhor.Mostrou ao Cristo,divertido:
-Gente, Senhor.Fiz gente.
-Gente,!? disse Cristo,sem poder conter o riso.Onde já se viu pessoas tão mal ajambradas?Que cabeças chatas!Orelhas grandes e despregadas!Olha só esse nariz!? Não! Não pode ser! Pedro,você não fez a massa direito porque não a protegeu da chuva,homem!?
-Acho que foi tudo isso junto, Mestre!Estou desolado!Mas, eu tinha tanta vontade de fazer gente...Mostrar minhas habilidades ao Senhor! falou humilde.
Comovido, na sua infinita bondade,Jesus disse:
-Ponha tudo dentro d’água,de novo;Vamos refazê-los.
-Oh,lá se vai minha criação!
-Ò Pedro, tem dó! Esta gente está muito feia.Para que terra vou mandá-los?
-Mestre,vamos solta-los por aí;um mundo só de gente bonita fica tão chato!
È por isso que existe tanta gente feia, no mundo.Foram feitos por um santo inábil,num dia de chuva!